Evolução

2013-2014

 
 

A biologia evolutiva envolve o estudo da informação contida nos organismos vivos e no registo fóssil para determinar como evoluiram. Abrange em particular o estudo das teorias da evolução e selecção natural, incluindo perspectivas micro e macro-evolutivas. Os tópicos abrangidos nesta unidade de crédito incluem princípios da genética de populações, teoria da evolução por selecção natural, modos de especiação, extinções, evolução molecular e filogenia. As aulas teórico-práticas são essencialmente aulas de simulações computacionais ilustrativas dos pontos desenvolvidos nas aulas teóricas. Nas aulas tutorias os alunos têm acesso online a guias de estudo que cobrem a matéria leccionada. Nos seminários são focados tópicos de interesse geral incluindo trabalho desenvolvido por grupos de investigação, pela projeccção de seminários por cientistas de reputação internacional ou pela leitura dirigida de artigos relevantes.

 

ciclo

Biologia

Biologia Marinha


Horas de estudo independente: 90


Horas de contacto: 54

Funcionamento:

T: 15 aulas, 1.5h, 2/semana

TP: 6 aulas, 3h, 1/semana

OT: 6 sessões, 1h, 1/semana

S: 5 sessões, 1.5h, 1/semana




MainMain.htmlMain.htmlshapeimage_4_link_0



Calendário TeóricasCalendario_T.htmlCalendario_T.htmlshapeimage_7_link_0


Calendário TPCalendario_TP.htmlCalendario_TP.htmlshapeimage_9_link_0


TutoriaisTutoriais.htmlTutoriais.htmlshapeimage_11_link_0


SemináriosSeminarios.htmlSeminarios.htmlshapeimage_13_link_0



Links importantes

 

RESUMO DESCRITIVO

Compreensão das bases da hereditariedade molecular e da diversidade genética.

Compreensão das teorias e processos de evolução.

Competências a Desenvolver

Conteúdos Programáticos

Introdução ao curso: organização; referência geral aos assuntos que serão abordados; navegação na página dedicada; avaliação.

Evolução: facto ou teoria? Evolução da teoria da evolução.

Evidências que suportam a teoria da evolução. Mecanismos de evolução. Darwin e Wallace.

Equilibrio de Hardy-Weinberg.

Forças evolutivas: o impacto evolutivo da selecção natural, deriva genética, migração e  mutação.

Tipos de variação genética - marcadores moleculares e aplicações comuns.

Evolução Molecular.

Especiação e Evolução. Especiação alopátrica e simpátrica, exemplos.

Geografia da especiação.

Especiação como fenómeno contínuo.

Filogeografia da Europa no Quaternário e História Geológica do Mediterrâneo.

  1. 1.Página web dedicada com cronograma da matéria disponibilizado antecipadamente, links aos materiais apresentados nas aulas e aos documentos de leituras recomendadas.

  2. 2.Apresentação dos temas, mediante exposição oral acompanhada de abundantes materiais visuais  e de discussões abertas com a classe nas aulas tutoriais.

  3. 3.Seminários com leituras dirigidas.

  4. 4.Aulas teórico-práticas com protocolos disponibilizados antecipadamente e estudos em grupo de temas e questões. Análises e discussões dos resultados.

  5. 5.Sessões tutoriais com guias de estudo.

Estratégias/Métodos de ensino-aprendizagem

Entender que é possível estimar as frequências alélicas e genotípicas perante condições simplificadas e que estas aso estáveis (equilíbrio de Hardy–Weinberg-Castle);

Perceber quais as consequências da violação de cada um dos pressupostos do equilíbrio de Hardy–Weinberg-Castle;

Compreender a actuação das forças evolutivas sobre as frequências alélicas dadas condições modelo;

Apreciar a forma como os modelos algébricos nos dão a conhecer como em condições de equilíbrio se dá a evolução, apesar da simplicidade desses mesmo modelos;

Entender os princípios de análise cladística e saber explicar as relações filogenéticas entre os organismos;

Saber o que significa especiação simpátrica e alopatrica;

Contrastar modelos alternativos de macroevolução e saber descrever os principais padrões do registo fóssil e relacionar com os principais eventos geológicos e de movimento das placas tectónicas.

Resultados esperados de aprendizagem

A avaliação será apurada através de um exame escrito que incluirá toda a matéria leccionada (Téorica/Teórico-Prática/Seminários/Tutoriais). Todos os alunos estão admitidos ao exame de época normal e à época de recurso desde que tenham assistido a pelo menos 4 aulas teórico-práticas. Estarão aprovados os alunos com nota igual ou superior a 10 valores.

Freeland, J. R. (2005). Molecular Markers in Ecology. In Molecular Ecology, pp. 31-61: John Wiley & Sons, Ltd.

Levinton J.S. 2001. Genetics, Paleontology and Macroevolution. Cambridge University Press.

Ridley M. 2003. Natural Selection and Variation. In: Evolution, pp. 71-91. Blackwell Science, Cambridge, Massachussets.

Schluter, D. 1996. Ecological causes of adaptation. American Naturalist, 148 (Suppl.): S40-S64.

Snustad, D.P. and Simmons, M.J. 2005. Mendelism: The Basic Principles of Inheritance. Wiley Publishers.

Templeton, A.R. 2007. Scope and basic premises of population genetics. In: Population Genetics and Microevolutionary Theory. John Wiley & Sons, Inc., New York.

Esta unidade curricular tem um website dedicado, disponível durante todo o bloco de tempo em que a UC é leccionada e onde todas as informações pertinentes estarão disponíveis. Os alunos têm possibilidade de fazer os downloads dos documentos de estudo em formato pdf que se repartem por 4 categorias: slides das aulas, guiões de estudo dos tutoriais, protocolos das teórico-práticas e leituras recomendadas. O web site está alojado no endereço: http://biocongroup/EVO

Métodos avaliação, respectiva ponderação, e cálculo da classificação final

Bibliografia Recomendada

Website